Rabbit

A URL encurtada deste artigo é: http://cvqt.vet/_0CbPm
[Total: 7    Média: 4.3/5]

Muitos proprietários de coelhos me perguntam durante a consulta sobre o procedimento da castração. Escrevo esse pequeno artigo para esclarecer maiores dúvidas sobre o procedimento, mas estou a disposição para maiores esclarecimentos em nossos canais de contato.

As vantagens da castração de coelhos:

• melhora no comportamento do animal,

• prevenção de doenças,

• prevenção de gravidez indesejáveis, e

• prevenção e eliminação da marcação de território feita pelos coelhos machos.

Comportamento

Falando sobre comportamento, a castração de coelhos deixa o animal mais calmo e amoroso, mordendo e arranhando em menor quantidade, se tornando um ótimo companheiro.

Assim como outras espécies, os coelhos podem desenvolver câncer no sistema reprodutivo. Com a castração de coelhos, essa possibilidade quase que desaparece tanto para machos como para fêmeas. Nos machos é feita a retirada dos testículos e nas fêmeas são removidos os ovários e o útero.

Os coelhos são bastante prolíferos, e muitas vezes os proprietários não sabem o que fazer com os filhotes que nascem de gravidez indesejáveis. O tempo de gestação é curto, cerca de 30 dias, e depois do parto a coelha pode engravidar novamente. Muitos filhotes são doados, e outros abandonados em praças e nas ruas.

Os coelhos machos costumam urinar em vários lugares para marcar território. Algumas fêmeas também podem ter esse tipo de comportamento. Muitos proprietários relatam a dificuldade de se manter o animal dentro de casa e acabam deixando o animal no quintal ou acabam doando o animal para não ter mais esse tipo de problema.

Cirurgia

Para realizar a cirurgia é recomendado que o animal seja examinado por um veterinário, e que alguns exames sejam feitos. Os exames mais solicitados são os de sangue, como hemograma e os bioquímicos. Através deles o veterinário terá certeza que seu animal está em boa saúde e apto a ser anestesiado. Outros exames como as radiografias, ultrassom e exames de fezes podem ser requisitados caso o animal apresente alguma alteração percebida pelo veterinário.

Anestesia

Sobre a anestesia, sempre utilizo e recomendo a anestesia inalatória, pois com ela é possível um controle da quantidade de anestésico que o animal está recebendo. Quando se utiliza a anestesia injetável existe um maior risco, pois o anestésico é aplicado no animal de uma única vez, e com isso não há um controle preciso por parte do veterinário. Muitas campanhas de castração e mutirões utilizam a anestesia injetável por ser considerada mais barata.

Os parâmetros como frequência cardíaca, respiratória e pressão arterial devem ser mensurados durante todo o procedimento. Qualquer alteração nesses parâmetros será verificada pelo veterinário que saberá como contornar a situação. Apesar de todos os parâmetros e da utilização de anestesia inalatória sempre existe um risco, dai a importância se trabalhar com bons materiais, bons profissionais e com toda segurança necessária para uma cirurgia.

  • 95
  •  
  •  
  •  

Comentários